HOME O BRINCANTE PÚBLICOS CURSOS CONTRATE O BRINCANTE CEDOC EVENTOS NOTÍCIAS CLIPPINGS EQUIPE

01.10.2018 » BRINCANTE MUSICAL | BETH AMIN | 26/10 »

Pouco mais de dois anos após o lançamento de Túneis, seu terceiro disco, Beth Amin apresenta o show “Meio meio” no palco do Instituto Brincante, no dia 26 de outubro. O espetáculo marca o lançamento do single e clipe da canção que leva o mesmo nome. A música, que é uma parceria com o poeta paulistano Álvaro Faleiros, ganhou um lindo arranjo de cordas  feito pelo músico e compositor Daniel Carlomagno. As músicas do show são em sua maioria inéditas e compostas por Beth e parceiros de longa data.

 

O show traz uma narrativa que conversa com o momento histórico pelo qual estamos passando, onde segundo Beth “ tudo está pela metade, meio do avesso, meio do direito e meio sem direitos”  e o momento particular da vida da cantora. Beth é acompanhada por um quarteto formado por Yaniel Mattos (cello), Sidiel Vieira (baixo acústico), Deni Domenico (violão e cavaco) e Felipe de Souza (violino).

 

Meio é um jeito achar um jeito

meio é também um jeito de não estar cheio

e meio ainda um jeito de dividir direito

 

dividir ao meio o que se tem de melhor

saber dividir é achar o melhor meio de se estar sem estar só

sim um meio de estar consigo e conseguindo olhar pro lado

esticar o dedo a mão o braço

 

nesse tempo em que muita quer te acertar em cheio

talvez valha arriscar um jogo um a um, ou... meio a meio

 

bem no meio da nota assim querendo bem

olhar além e olhar dentro

um meio vivo de dar um tempo

nesse tempo meio-meio

 

fazer canções, fazer parceiros, ativar sentimentos

um meio mesmo de ligar pensamento

e assim saber-se meio meio

e mesmo assim se sentir inteiro

Por Álvaro Faleiros

 

Brincante Musical | Beth Amin show “Meio meio”

Data do evento: 26/10/18

Horário do evento: 21h

Duração: 75min

Classificação etária: Livre

Ingressos: R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia)

 

Ingressos à venda.

 

Acesso para deficientes. Ar condicionado. Lotação: 90 lugares.

Telefone para informações: (11) 3816-0575

(...)

TAGS:

Eventos

05.09.2018 » BRINCANTE MUSICAL | DANI GURGEL | 19/10 »

Dani Gurgel combina sua experiência como instrumentista com as sílabas percussivas sincopadas da Língua Portuguesa em um scat singing fundamentalmente brasileiro. "Sílabas fantásticas", segundo o jornal alemão Badische Zeitung , "aventuras vocais em scat" pela revista especializada alemã Jazzthetik e “fascinante como manipula livremente a precisão da extensão de sua voz”, por Republik (Japão). “Seu scat soa Brasileiro. Seus intervalos, ataques e articulações soam como Jazz”, segundo Mauro Apicella, do jornal argentino La Nación. Gurgel junta sua experiência como saxofonista de big bands e baixista de bandas de rock no mesmo caldeirão que seu trabalho contínuo como fotógrafa e diretora, misturado com diversas influências e servido com determinação.

 

TUQTI é uma onomatopeia para o scat percussivo de samba que abre o segundo disco solo da cantora e compositora. Um álbum todo de inéditas, compostas por Dani e novos compositores da cena brasileira, costuradas pela produção musical de Thiago Rabello sobre um grupo formado por Thiago na bateria, Gabriel Santiago (violão), Conrado Goys (guitarra) e Frederico Heliodoro (baixo). Com esse time, Dani já lançou TUQTI no Japão (Blue Note Tokyo, Rooms Fukuoka, Nikko Sapporo) e na China (Blue Note Beijing), e se prepara para o lançamento no Brasil no 2º semestre de 2018, e na Alemanha no início de 2019. Harmonias sofisticadas, improvisação jazzística e as composições com e sem letra se unem em um álbum em que o jazz moderno conversa com a música brasileira, o pop e o rock sem preconceitos ou linhas divisórias. O time se completa com os convidados especiais Ingrid Jensen (trompete), na faixa Voou , em que Dani dedica a letra à própria trompetista, que conheceu trabalhando com a maestrina Maria Schneider; e Joe Locke (vibrafone), que participa do samba esperto e afiado “Cadê a Rita?”.

 

Seus discos são lançados no Brasil pela Da Pá Virada , seu próprio selo e produtora na qual atua junto à pianista Debora Gurgel e ao baterista e produtor musical Thiago Rabello. Os títulos têm lançamento Europeu através do selo alemão Berthold Records , e no Japão pela gravadora Rambling Records .

 

Dani Gurgel já levou sua música ao Tokyo Jazz Festival, Festival Jazz a la Calle (Uruguay), Festival de Jazz del CCPA (Paraguay), Festival Brasilicata (Italia), Fiesta del Libro y la Cultura (Colombia), Blue Note Tokyo, Blue Note Beijing, Billboard Live Osaka, Cotton Club, Bogui Jazz (Madrid), Café Vinilo (Buenos Aires). No Brasil, Dani já se apresentou nos palcos do Festival Amazonas Jazz, Festival Bossa & Jazz, Virada Cultural, Baiacool Jazz, Lençóis Jazz & Blues, TEDx, Sesc Pompeia, Sesc Vila Mariana, Sesc Pinheiros e Auditório Ibirapuera.

Os shows de lançamento de TUQTI em São Paulo e no Rio de Janeiro contarão com Thiago Rabello (bateria), Conrado Goys (guitarra), Frederico Heliodoro (baixo) e Daniel Santiago (violão).

 

Dani Gurgel

Nascida em São Paulo em 1985, Gurgel iniciou seus estudos musicais aos 3 anos, no programa de musicalização do Clam , escola de música gerida pelo Zimbo Trio , estrela da bossa nova. Durante os 15 anos em que lá estudou, mais tarde como monitora e acompanhante dos alunos mais novos , Dani se imergiu na música instrumental através do piano, flauta, saxofone e baixo elétrico . Como saxofonista tenor e barítono, também foi membro de duas big bands, Domus e ULM , a segunda comandada pelo saxofonista Roberto Sion. Aos 18 anos, Dani começou a compor suas próprias canções, o que a inspirou a se aventurar em um novo instrumento: sua voz.

 

Desde 2007, quando lançou seu primeiro álbum solo, Dani Gurgel persegue a união de talentos com objetivos em comum. A série “Dani Gurgel e Novos Compositores” foi tema de concerto com a Orquestra Tom Jobim, da turnê japonesa de 2017, da coletânea “Coffee & Novos Compositores”, selecionada por Dani para o mercado japonês e em 2009 do álbum “Agora - Dani Gurgel e Novos Compositores”, lançado nos EUA pelo selo ArtistShare , “um álbum revolucionário (...) responsável por introduzir ao mundo jovens talentos desconhecidos (...) e que hoje são vistos por todos”, segundo o crítico japonês Takashi Horiuchi, referindo-se a artistas que passaram pela série como Tó Brandileone, Leo Bianchini e Vinicius Calderoni, todos membros do 5 a Seco, Dani Black, Tatiana Parra. Por transmitir as gravações desse álbum ao vivo para seus apoiadores, Gurgel recebeu o Prêmio Converge de Inovação Digital em 2010. Inspirada por sua web-série " Música de Graça ", a série documentário " Outro Som" estreia em 2018 no canal Music Box Brazil, com participação de 24 novos e consagrados artistas da música brasileira. Por séries como essa, Dani recebeu três “PPM - Prêmio Profissionais da Música ”, um Prêmio da Música (Funarte, 2013) e um Prêmio Nascente (USP, 2007).

 

Dani Gurgel é Mestre em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), com sua pesquisa e dissertação sobre a relevância e alcance do conteúdo produzido por fãs para artistas independentes. Ela hoje leciona Fotografia na mesma universidade, e é membro do grupo de pesquisa Datacracia.

 

Desde 2012, Dani se apresenta também com o "Dani & Debora Gurgel Quarteto ", em parceria com a pianista e compositora Debora Gurgel e o baterista e produtor musical Thiago Rabello. O grupo faz turnês anuais para o Japão, onde recebeu o apelido de DDG4 , e lançou 7 títulos no Brasil, Japão, Alemanha e Holanda desde 2013. Suas composições, com parceiros como Maria Schneider, Filó Machado, Anthony Wilson, Sara Serpa e Debora Gurgel foram gravadas por diversos artistas do mundo todo.

 

Brincante Musical | Dani Gurgel

Data do evento: 19/10/18

Horário do evento: 21h

Duração: 75min

Classificação etária: Livre

Ingressos: R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia)

 

Ingressos à venda.

 

Acesso para deficientes. Ar condicionado. Lotação: 90 lugares.

Telefone para informações: (11) 3816-0575

(...)

TAGS:

Eventos

04.09.2018 » BRINCANTE MUSICAL | VITORU KINJO | 5/10 »

O show “KINJO, Diaspórico Regional” apresenta o universo transcultural de Vitoru Kinjo. É o boi nipo-maranhense, folk com sotaque brasileiro, ciranda afro-asiática, jongo pop e rock. Com João Antunes (baixo), Guilherme Kafé (violão e voz), e Eduardo Colombo (voz e percussão), Moita Mattos (violão), Fernando Sagawa (sopros), Ariel Coelho (percussão) e Ivan Banho (percuteria), Kinjo canta sobre identidade e diversidade, cidade e natureza, o amor como ação política.

 

Vitoru Kinjo é um cantor, compositor e pesquisador paulistano de origem uchinanchu (o povo indígena do Japão). Indicado como Melhor Cantor ao Prêmio da Música Brasileira 2018 na categoria Música Regional, seu primeiro álbum KINJO (Matraca Records/YB Music) traz a alegria e originalidade de um tropicalismo asiático-brasileiro. O trabalho foi eleito na 20º posição na lista dos “100 Melhores Discos da Música Brasileira em 2017” do site Embrulhador e a canção “Sistema Solar” ficou na 12º entre as melhores canções.

 

Iniciado no canto e no piano aos 7 anos de idade, o artista foi influenciado pela música brasileira, norte-americana, europeia e japonesa da vitrola de seu pai, e pela música pop da década de 1990.

 

Na juventude, estudou violão e vivenciou danças populares brasileiras, integrou bandas e compôs suas primeiras canções. Bacharel em Ciências Sociais pela PUC-SP e Economia pela USP, é mestre em Sociologia e doutor em Ciências Sociais pela Unicamp, onde defendeu a tese “Cantos da Memória Diaspórica”, escrevendo sobre música, literatura, identidade LGBT+, brasilidades asiáticas e sua ancestralidade nipo-indígena.

 

Em 2015, co-fundou a SAMAUMA Residência Artística Rural, espaço de ensino, pesquisa e criação dedicado às artes e à sustentabilidade, localizado em meio à Mata Atlântica, no topo da Serra do Mar (Mogi das Cruzes-SP). Nos próximos meses, prepara-se pra o lançamento de seu novo single “O MUNDO É UM”.

 

Brincante Musical | Vitoru Kinjo

Data do evento: 5/10/18

Horário do evento: 21h

Duração: 70min

Classificação etária: Livre

Ingressos: R$ 50,00 (inteira) e R$ 25,00 (meia)

 

Ingressos à venda.

 

Acesso para deficientes. Ar condicionado. Lotação: 90 lugares.

Telefone para informações: (11) 3816-0575

(...)

TAGS:

Eventos

31.08.2018 » BRINCANTE MUSICAL | SHOW TRANSEUNTE JULIANO CARAVELA | 28/9 »

Juliano Caravelacanta, pousa e convida à poesia e meditação nesse show da turnê Transeunte, que acontece no Teatro do Brincante.

 

Escritor e compositor, sua obra é pura degustação de poemas, melodias e insights da experiência cotidiana autobiográfica, com influências poéticas que vão do abstrato ao concreto haicaísta e musicais que vão da bossa nova ao pop brasileiro.

 

Faz música e poesia como quem conta história, desconstrói e brinca com arquétipos, modelos e personagens, inverte a linguagem, instiga e envolve a plateia numa experiência única em torno de suas canções, versos e entrelinhas.

 

Ministra palestras e cursos sobre a poética no cotidiano. É  um dos curadores do Sarau “Quinta Poética” da Casa das Rosas.

 

Obras:

Livro: Samadhi – Vértebras em que versos correm (2016). Editora  Confraria do Vento.

Disco: Transeunte (2018) - Álbum poético musical.

Clipes e vídeos:  YOUTUBE/JULIANO CARAVELA.

 

 

Marcelo Kurchal

Músico, multi-intrumentista, arranjador e produtor musical.

Formado pela Universidade Livre de Música nos cursos de Violão Popular, Arranjo & Orquestração, e no curso de Fundamentos básicos de áudio e acústica pela IAV (Instituto de Áudio e Vídeo).

Desde meados dos anos 90 trabalha como músico profissional atuando em diversos ramos da Cultura e do entretenimento, em shows, bares e eventos musicais.

Em 2011 funda a produtora de áudio Sabiá Som & Cultura com foco na criação e produção de peças publicitárias para rádio e TV, se tornando a partir de 2013, mais voltada à produção e realização de projetos culturais.

Desde então, produziu e acompanhou artistas como João Borba, Renata Pizi, Kiko Perrone, Paulo Padilha, Maria Alcina, Grupo Pça do Samba, Patativa, Paula Solto, Espetáculo Musical “O Fino no Samba”, Juliano Caravela, Banda Bloquinho, Jorge Ceruto, entre outros.

 

 

Aimê Uehara

Contrabaixo e vocais

Desde criança sua trajetória foi permeada de criação, música, teatro, estímulos visuais, sonoros e que da inspiração do brincar virou profissão. Contrabaixista desde 1999, integrou grupos de ritmos afro-brasileiro, forró, reggae, hip-hop, samba, bloco carnavalesco e música instrumental. Encontrou no audiovisual a possibilidade de juntar o vídeo com a música, formando-se em Multimeios pela PUC-SP no ano de 2007, e assim, criar sua própria identidade em contar histórias, seja através do instrumento ou da câmera. Atualmente é contrabaixista dos grupos: Bloco de carnaval Ritaleena, Banda Alessandra Leão, Banda Juliano Caravela, Batucada Tamarindo e musicista convidada do Yoga Live Brasil.

 

Paulo Henrique da Silva Ribeiro

Violão nylon e vocais.

Violonista, estudou violão popular na Universidade Livre de Música e trabalha acompanhando cantores da cena paulistana. 

 

André kurchal

Baterista, Percussionista e vocais.

Bacharel em bateria naFaculdade Santa Marcelina em 2007 e teve como professores, músicos de renome, Dinho Gonçalves, Ari Collares e Eduardo Ribeiro.

Participou da gravação de um vídeo clipe com a cantora Joss Stone, do musical O fino no samba e de shows com o Grupo Bangalafumenga. Na Música Instrumental Brasileira, acompanha o grande compositor e instrumentista Theo de Barros, o compositor e clarinetista André Parisi e integra o grupo Cor das Cordas. Desde 2010 participa de shows integrando a Orquestra Arte Viva, em que gravou o DVD Três Irmãos da Família Godoy. Participou de shows e gravou discos com cantores e compositores da nova geração da musica brasileira: Tó Brandileone, Vinícius Calderoni, Juliano Caravela e Dani Gurgel  e também da gravação do DVD dos compositores Adilson Godoy e do disco de Dino Galvão Bueno. O último trabalho gravado foi o disco do compositor Theo de Barros, projeto que contou com a participação de grandes músicos como Mônica Salmaso, Renato Braz, João Talbkin, Ricardo Barros.

 

Tiago Martinez

Técnico de som e luz.

Engenheiro de Som engenheiro de som e produtor audiovisual. Formado na SAE Barcelona, possuí mais de 15 anos de experiência no mercado de áudio, tendo desempenhado as mais variadas funções: roadie, assistente de palco, técnico de PA, técnico de gravação e mixagem, produtor e compositor de trilhas sonoras, jingles e spots para rádio. Trabalhou 8 anos na MCR Produções de Propaganda, em São Paulo e há 6 anos é dono da Funkee Produções, produtora audiovisual paulistana, aonde, além de agregar sua experiência em áudio, trabalha também com criação, roteirização, direção e produção de vídeos, filmes e animações.

 

Brincante Musical | Show Transeunte Juliano Caravela 

Data do evento: 28/9/18

Horário do evento: 21h

Duração: 90min

Classificação etária: Livre

Ingressos: R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia)

 

Ingressos à venda.

 

Acesso para deficientes. Ar condicionado. Lotação: 90 lugares.

Telefone para informações: (11) 3816-0575

(...)

TAGS:

Eventos

13.08.2018 » FAZER PENSAR BRASIL | 24/08 | 09H30 »

No próximo dia 24/08 (sexta-feira) o Instituto Brincante e o Brazil LAB da Universidade de Princeton apresentam o segundo Fazer Pensar Brasil. Estudiosos do universo da cultura se reúnem com o público para um dia de conversas e debates. Este ano o evento será norteado pelo tema “Memória Cultural”.

Os idealizadores do projeto, Antonio Nóbrega e Pedro Meira Monteiro, definem o espírito da jornada:

“A memória cultural é o nosso mote: o que conhecemos e o que desconhecemos daquilo que chamamos de “popular”? Como se dão os movimentos em ziguezague que tornam práticas populares de dança e canto a um só tempo distantes e próximas de nós? Mas que “nós” é esse que se projeta, entre atrevido e desengonçado, quando se discute a cultura? Em tempos de “lugar de fala”, de afirmações indenitárias vigorosas e de crise democrática profunda, pode-se ainda pensar em algo coletivo? Mas a cultura é mesmo a salvaguarda, o nó da coletividade em crise?

Com estas e outras questões em mente, propomos uma discussão coletiva e plural sobre como os estoques e as matrizes culturais se mantêm e se transformam, como elas estão guardadas e como são vertiginosamente transformadas no presente das cidades. Mil perguntas se destacam a partir daí. Como evitar a pecha de “folclore”, que congela e isola a manifestação popular num lugar de que ela parece não poder jamais sair? Que ecos se estendem do mundo rural ao urbano, e vice-versa? Que formas de “ser” coletivamente se desdobram nas performances populares? Que denominadores comuns podem vencer as singularidades irredutíveis? E como as práticas populares do canto se reatualizam em outros lugares, expostas a outras matrizes? O que de repente existe no slam? O que liga a cantoria do sertão à porta do metrô? Que ritmos, que imaginário e que gestos estão se desenvolvendo nas quebradas e nos saraus? Que vozes se escutam, quem as escuta e como? Por que treino nossos ouvidos devem passar para escutar o que resiste à massificação? E como negociar com a massificação? Onde a cultura é abrigo, onde ela é expressão do novo? Mas quão “novo” é o que chamamos de novo?”

O evento começa às 09h30 da manhã e segue durante todo o dia no Teatro Brincante (Rua Purpurina, 412, Vila Madalena, São Paulo), com entrada franca sujeita à lotação da casa. 


PROGRAMAÇÃO COMPLETA/ PARTICIPANTES E DEBATEDORES:

MESA 1
10-12 h
Ivan Vilela
Bráulio Tavares
Salloma Salomão
Debatedora: Marília Librandi

MESA 2
13:30-16:00 h
Maíra Soares Ferreira
Darlene Santos
Antonio Nóbrega
Marcelino Freire
Debatedor: José Miguel Wisnik 

MESA 3
16:30-18:30 h
Flávia Toni
Marina de Mello e Souza
Martha Abreu
Debatedor: Ricardo Teperman

Fechando os pontos:
Pedro Meira Monteiro 
André Botelho

Ao fim do evento haverá um sarau de confraternização!

SERVIÇO
Fazer Pensar Brasil 2018
Data: 24/08/2018 – a partir das 9h30, se estende durante todo o dia
Local: Teatro Brincante/Instituto Brincante – Rua Purpurina, 412, Vila Madalena, São Paulo – SP
Entrada franca, sujeito a lotação

(...)

TAGS:

Eventos

03.08.2018 » BRINCANTE MUSICAL | TATIANA PARRA E NEYMAR DIAS | 21/9 »

Tatiana Parra e Neymar Dias se encontram para celebrar mais de 12 anos de parceria onde mostram versatilidade e excelência passeando por um repertório improvável, escolhido especialmente para esse show.

 

Tatiana Parra

A intérprete e compositora paulistana é conhecida no meio musical por participações em shows e discos dos mais variados nomes: Chico Pinheiro, Ivan Lins, Benjamim Taubkin, Fabio Zanon, Omara Portuondo, Mario Adnet, Rita Lee, passando por Toquinho, André Mehmari, Flavio Henrique, Fabio Torres, Zeli,Theo de Barros e dezenas de outros.? Possui quatro discos lançados como solista -  “Inteira” (2010); “Aqui“ (2011) ; “Lighthouse” (2014) e “Hand in Hand “(2016), os dois últimos gravados em Los Angeles em parceria com o pianista armênio Vardan Ovsepian. Com este projeto recebeu o primeiro lugar no Achava Jazz Festival, da Universidade Franz Lizt (Alemanha), além de terem realizado tournées pelo Japão, Europa e Estados Unidos.

 

Neymar Dias

O músico foi de início, autodidata, e assim aprendeu vários instrumentos de cordas, como viola caipira, guitarra, violão,baixo elétrico, guitarra havaiana e bandolim. Realiza intenso e constante trabalho na música popular, atuando como compositor e arranjador tendo trabalhado com nomes como: Branford Marsalis, Inezita Barroso,Monica Salmaso,Ivan Lins, Nana Vasconcellos,André Mehmari, entre outros. Recebeu o prêmio revelação do “Prêmio Syngenta de Música Instrumental de Viola Caipira”. Lançou diversos discos autorais, incluindo “Festa na Roça” com Toninho Ferragutti, nomeado ao Grammy Latino, e o album dedicado aos Beatles, "Come Together Project"  com o baixista Igor Pimenta. Mais recentemente, lançou o album “Neymar Dias Feels Bach”, com transcrições de obras de J.S.Bach para viola caipira,feitas pelo próprio Neymar.

 

Brincante Musical | Tatiana Parra e Neymar Dias

Data do evento: 21/9/18

Horário do evento: 21h

Duração: 90min

Classificação etária: Livre

Ingressos: R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia)

 

Ingressos à venda.

 

Acesso para deficientes. Ar condicionado. Lotação: 90 lugares.

Telefone para informações: (11) 3816-0575

(...)

TAGS:

Eventos

28.07.2018 » ESPETÁCULO AMADO NO BRINCANTE | 4 E 5/8 »

A peça Amado nasceu para homenagear não só o escritor Jorge Amado, mas também um pensamento do qual compartilham tantos outros brasileiros ilustres, como Dorival Caymmi, Caribé, Darcy Ribeiro, Guimarães Rosa, Anísio Teixeira e muitos outros. O Instituto Brincante reapresenta o espetáculo nos dias 04, às 21h, e 05 de agosto, às 17h e 20h30, no Teatro da nova sede localizada na Rua Purpurina, 412, Vila Madalena, em São Paulo.

 

Amado é um livro vivo para o palco. Várias histórias se entrelaçam numa dramaturgia que contempla uma visão de amor que passa pelos diversos personagens encontrados na obra do autor e ganham vida na voz e no corpo de músicos / atores / dançarinos, ou seja, de brincantes. Pode também ser visto como uma obra brasileira que usa a dança, a música, o circo e o teatro para contar histórias para o mais variado público.

 

A peça trama diversos personagens que se fundem em uma história inspirada em outras obras. A principal delas foi Os Velhos Marinheiros ou O Capitão de Longo Curso, passando por personagens de Gabriela Cravo e Canela, Tenda dos Milagres, Tocaia Grande, Terras do Sem Fim, Quincas Berro D’água, Jubiabá e Dona Flor e seus Dois Maridos.

 

O espetáculo romance-imaginário procura levar ao palco a forma de escrita de Jorge Amado, que soube magnificamente traduzir a alma coletiva do povo brasileiro. No palco, nove atores brincantes interpretam personagens das festas tradicionais brasileiras.

 

O espetáculo nasceu no Instituto Brincante, uma instituição criada e dirigida há mais de 25 anos por Antonio Nóbrega e Rosane Almeida. Rosane assina o roteiro e a montagem da peça, que tem Antonio Nóbrega como consultor artístico. O espetáculo tem classificação indicativa livre e 1h15 de duração.

 

O cenário busca, através de peças criadas com material de demolição (basicamente pallets), servir como complemento às narrativas da peça. Tanto o cenário quanto a luz são assinados pela premiada Marisa Bentivegna. Os figurinos tiveram como principal fonte de inspiração as obras do artista plástico Caribé, que através de pinturas, gravuras, ilustrações, murais e esculturas desvendam o povo baiano de uma maneira única, em afinidade com os personagens, a religiosidade e as cores eternizados pelo amigo Jorge. A trilha sonora foi composta em parte pelo elenco, e em parte por eles arranjada, é uma síntese dos ritmos brasileiros, explorando o que de melhor se criou na música instrumental. As letras transmitem poeticamente as passagens mais significativas da obra de Jorge Amado e as canções são interpretadas ao vivo em quase toda a duração da peça.

 

 

ESPETÁCULO AMADO
04 de agosto, 21h, e 05 de agosto, 17h e 20h30

Ingressos: R$40,00 inteira / R$20,00 meia entrada

À venda no clicando aqui ou na secretaria do Brincante (Segunda a quinta, das 14h às 21h, sexta, das 14h às 18h)

Classificação indicativa: livre

Instituto Brincante, Rua Purpurina, nº 412, Vila Madalena, São Paulo

Mais informações: +55 (11) 3816-0575 ou contato@institutobrincante.org.br

Acesso para deficientes. Ar condicionado. Lotação: 90 lugares.

(...)

TAGS:

Eventos

20.07.2018 » BRINCANTE MUSICAL | FERNANDO GRECCO - REPENTE DA PALAVRA | 31/8 »

O amor, a falta, a comunicação, os dilemas existenciais, o desejo e o tempo são alguns dos temas escolhidos para este show baseado no EP "Repente da Palavra", lançado pelo compositor, cantor e guitarrista Fernando Grecco em 2017. Através de uma abordagem que tenta se fazer simples, às vezes irônica e bem humorada e, outras vezes, mais lírica, Fernando apresenta suas composições próprias e algumas releituras acompanhado de  músicos de destaque na cena paulista: Marcelo Lemos (guitarra), Igor Pimenta (baixo) e Pedro Henning (bateria). Entremeados as canções, Fernando interpreta textos  curtos de sua autoria baseados nos escritos de Clarice Lispector, Ludwig Wittgenstein, Platão, Jacques Lacan entre outros escritores, filósofos e pensadores, fazendo referência aos temas das canções.

 

Fernando Grecco

Fernando nasceu em São Paulo, em 1969, e começou a tocar guitarra com 15 anos de idade, inspirado pelo hard rock e pelo heavy metal, e aos 17 anos entrou para a faculdade de Engenharia Elétrica, sem nunca deixar de lado a música, tendo em seguida expandido seu gosto musical para o jazz, a música erudita e principalmente a música brasileira.  Depois de reviravoltas em sua carreira de executivo e empresário, e um grande desejo de trabalhar com sua paixão, a música, a partir de 2009 ficou conhecido no meio musical brasileiro por ter idealizado, fundado e dirigido o selo e produtora Borandá que deu vida a novas obras de artistas importantes da MPB e da música instrumental brasileira, como Ná Ozzetti e Toninho Ferragutti. A partir daí, seu ímpeto artístico retomou fôlego. Em 2011 montou o grupo Zanzibar, que fazia versões instrumentais para canções de Edu Lobo, e tocou em SESCs e casas de Jazz de São Paulo, voltou a ter aulas de canto com Regina Machado e realizou uma pós-graduação em Canção Popular pela Faculdade Santa Marcelina. Em 2016, tendo amadurecido suas ideias musicais e temáticas, gravou seu primeiro EP, “Repente da Palavra” com quatro canções autorais lançado em 2017.

 

Marcelo Lemos

Marcelo Lemos formou-se como guitarrista na Faculdade Santa Marcelina, em 2011. Também estudou bandolim com Danilo Brito e rearmonização com Claudio Leal. De 2009 a 2014 foi professor de História de Música Popular, Prática de Rock, Bandolim na escola Atelier de La Musique. Também ministrou aulas de guitarra e violão nas escolas Bandleader (2012-2013) e Movimento/Escola Música da Vila (2011-201). Em 2011 participou da feira musical WOMEX, em Copenhague, com sua primeira gravação com composições próprias. Atualmente integra a big band Projeto Coisa Fina e o sexteto VRUUMM, além de acompanhar artistas de diversos gêneros musicais e fazer gravações para discos e trabalhos publicitários.

 

Igor Pimenta

Igor Pimenta nasceu na cidade de São Paulo e aos 13 anos iniciou seus estudos no contrabaixo. Atuou com grandes instrumentistas como Frank London (Klezmatics), Zé Eduardo Nazário, Toninho Ferragutti, Vinícius Dorin, Alon Nechushtan (Israel), Charlie Dennard (USA), Blubell, Luiza Possi, Bob Burniquist. Como compositor, ganhou o prêmio de melhor letra do festival de Ribeirão Preto (2008) com a canção Não Vou (Igor Pimenta/ Pedro Viáfora), e com Neymar Dias trio foram eleitos grupo revelação no Prêmio Syngenta (2005). Produz trilhas e jingles para Tv e Cinema e está produzindo seu primeiro álbum solo, previsto para ser lançado no início de 2019.

 

Pedro Henning

Pedro Henning atua profissionalmente há mais de 15 anos e já tocou com artistas como Roberto Sion, Monica Salmaso, Tatiana Parra, Itamar Colaço, Alex Buck, Djalma Lima, Thiago do Espírito Santo, Alessandro Penezzi, Michel Leme, Nelson Ayres, Benito de Paula, Rodrigo Vellozo, Márcio Lugó, entre outros, além de ter sido integrante da Orquestra Jovem Tom Jobim. Pedro também é professor de bateria e percussão brasileira na Band Leader a mais de 10 anos e, atualmente, participa dos grupos João de Barro, Trio Arani, Quarteto Viva Sivuca, SP Jazz Big Band e Pedro Henning Quinteto.

 

Brincante Musical | Fernando Grecco - Repente da Palavra

Data do evento: 31/8/18

Horário do evento: 21h

Duração: 90min

Classificação etária: Livre

Ingressos: R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia)

Ingressos à venda.

Acesso para deficientes. Ar condicionado. Lotação: 90 lugares.

Telefone para informações: (11) 3816-0575

(...)

TAGS:

Eventos

15.07.2018 » BRINCANTE MUSICAL - SÉRIE DE CONCERTOS 2018 - IGNACIO RODES | 21/7 »

Vencedor do primeiro prêmio em cinco concursos de violão internacionais, entre eles o prestigiado "Andrés Segovia", "Francisco Tarrega" e "Jose Ramirez”, Ignacio Rodes é reconhecido internacionalmente como um dos melhores violonistas de sua geração.

 

Ele começou os estudos musicais com sua mãe aos oito anos. Completou a prova no Conservatório "Oscar Espla" de sua cidade natal, Alicante, sob a direção de José Tomás, participando de cursos internacionais ministrados por D. Russell, M. Barrueco e J. Williams, entre outros. Durante o período de 1983-1986, recebeu uma bolsa de estudos do Conselho Britânico e do Ministério da Cultura espanhol, tendo desenvolvido em Londres estudos de música antiga e música instrumental de J. S. Bach.

 

Após sua estréia no Wigmore Hall (Londres) em 1986, fez performances em locais como Alte Oper (Frankfurt), Alice Tully Hall-Lincoln Center (Nova Iorque), Performing Arts Center (San Francisco), Roetke Auditório (Seattle) Museu Chopin (Varsóvia), Palau de la Música em Barcelona, ??Auditorio Nacional de Madrid Pátio das Murtas (Alhambra, Granada), Museo Chillida Leku (San Sebastián), Grande Secção Philharmonic (São Petersburgo), Sala Nezahualcoyotl (México) Teatro da Ópera do Cairo, etc.

 

Sua excelente carreira de concertista sempre esteve ligada a um importante trabalho de ensino. Esta atividade educativa foi desenvolvida principalmente nos Estados Unidos, onde ele ministrou numerosos cursos de interpretação em conservatórios e instituições como Escola de Música de Manhattan (Nova York), Escola de Bloomington of Music (Indiana University), Universidade de Washington (Seattle), Yale School of Música,  Conservatório de Boston, Escola de Música da Carolina do Norte, Universidade Estadual da Califórnia, Houston Fine Arts Center, bem como o Coservatorium Nacional do México. Na Europa tem sido convidado a ensinar na Guildhall School of Music (Londres), em  festivais na Alemanha, Grã-Bretanha, Hungria, Grécia, Bélgica e no Conservatório Nacional de Cairo. Na Espanha, ele tem ministrado cursos e seminários em vários conservatórios, na Escola Luthier DARDOS Musicais da Universidade de Deusto (Ikasmusica) e em festivais de violão. Atualmente ocupa a cadeira de violão do Conservatório de Música "Oscar Esplá" de Alicante, é diretor acadêmico do Mestrado em Interpretação de Violão Clássico da Universidade de Alicante.

 

Ignacio Rodes gravou para rádio e televisão em vários países europeus e americanos. Suas colaborações com orquestra incluem concertos e gravações com a Orquestra Inglés Câmara, Orquestra Filarmônica de Belgrado, Barcelona Symphony Orchestra i Nacional de Catalunya, Orquestra Juvenil Nacional de Espana, Hartford Symphony Orchestra, Camerata do Teatro Hermitage em São Petersburgo, Orquestra de Picardie, Royal Philharmonic da Galiza, Madrid Symphony Orchestra, etc. Sua discografia inclui cinco CDs, um deles pela EMI Classics.

 

Atualmente leciona no Conservatório de Música de Alicante e é diretor acadêmico do Mestrado em Performance de Violão Clássico na Universidade de Alicante.

 

PROGRAMA  

ROBERT DE VISÉE [1650 - 1732]

Suíte em ré menor [1686]

[TRANSCRIÇÃO DE IGNACIO RODES]

- Prélude

- Allemande

- Courante

- Sarabande

- Bourrée

- Masquerade

 

JOHANN SEBASTIAN BACH [1685 - 1750]

Fuga em Dó maior, BWV 1005 nº 2 [~ 1720]

[TRANSCRIÇÃO DE IGNACIO RODES]

 

JULIÁN BAUTISTA [1901 - 1961]

Prelúdio e Dança [1928]

 

QUINTÍN ESQUEMBRE [1885 - 1965]

Vals Brillante [1926]

Zapateado [1938]

 

SALVADOR BACARISSE [1898 - 1963]

Preludio e Intermezzo [1960]

 

JOAQUÍN TURINA [1882 - 1949]

Homenaje a Tárrega, Op.69 [1932]

- Garrotín

- Soleares

 

JOAQUÍN TURINA [1882 - 1949]

Sevillana, Op.29 [1923]

 

Brincante Musical - Série de Concertos 2018 - Ignacio Rodes

Data do evento: 21/7/18

Horário do evento: 17h

Duração: 54min

Indicação etária: 10 anos

Ingressos: R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia)

 

Ingressos à venda: http://bit.ly/MusicalIgnacio

 

Acesso para deficientes. Ar condicionado. Lotação: 90 lugares.

Telefone para informações: (11) 3816-0575

(...)

TAGS:

Eventos