HOME O BRINCANTE PÚBLICOS CURSOS CONTRATE O BRINCANTE CEDOC EVENTOS NOTÍCIAS CLIPPINGS EQUIPE

BRINCANTE MUSICAL | BETH AMIN | 10/5

Instituto Brincante / 16.04.2019


Beth Amin, cantora e compositora paulistana, faz o show “Outras Canções”. Nessa noite, ela apresentará a canção “Vagalume”, uma parceria com o compositor Jean Garfunkel. A música é inédita, será gravada e lançada no segundo semestre deste ano. Recentemente, Beth foi citada na lista de artistas promissores da música brasileira feita pelo crítico musical Zuza Homem de Mello. Em declaração dada ao programa Canal Livre, da TV Bandeirantes, o jornalista destacou cantores e instrumentistas. “Eles me parecem todos prontos, com discos já bem feitos e têm tudo para tornarem-se uma obra que vai permanecer. Essa gente toda está fazendo um trabalho maravilhoso, que fica e que honra a música brasileira, ressaltou Zuza”.



O evento ocorre no palco do Instituto Brincante, dia 10/05, sexta-feira, às 21h. Além da estreia da canção “Vagalume”, Beth apresentará o recém-lançado single “Meio meio”, músicas de seus três discos e outras canções inéditas compostas por Beth e parceiros de longa data. A apresentação tem o acompanhamento do quarteto de cordas formado pelos músicos Yaniel Mattos (violoncelo), Sidiel Vieira (baixo acústico), Deni Domenico (violão e cavaco) e Felipe Souza (violino).



Sobre Beth Amin
Beth Amin é uma compositora, cantora e fonoaudióloga especializada em voz. Atua como preparadora vocal do Coralusp e com preparação e reabilitação vocal de cantores e atores. Também faz preparação vocal para espetáculos teatrais. Recentemente atuou na preparação dos atores da peça O Rei da Vela, de Oswald de Andrade, dirigida por José Celso. No espetáculo Roda Viva (em cartaz), de Chico Buarque, também dirigido por José Celso, fez a preparação dos atores e participa do elenco como cantora. Formada em fonoaudiologia pela PUC-SP e em Professional Music pela Berklee College of Music, EUA. Beth começou sua carreira como cantora, em São Paulo, ainda adolescente. Ingressou no Coralusp e participou do Grupo Beijo, bastante atuante na cena paulistana do início dos anos 90. Sua carreira de compositora iniciou-se durante os estudos nos Estados Unidos. Hoje trabalha em parceria com poetas, musicando suas poesias. Seu disco de estreia foi o "Blue Morning", ainda nos EUA, em 1997. Em 2009, lançou o segundo disco autoral, intitulado “Poesia à toa”, produzido pelo músico/arranjador/produtor Yaniel Matos. "Túneis" é do ano de 2016, foi co-produzido por Yaniel Matos e conta com as participações de Fernando Catatau e Zé Nigro na concepção sonora.



Yaniel Matos (cello)
Yaniel estudou violoncelo e piano no conservatório Estevan Sala, em Santiago de Cuba, concluiu os estudos de composição e violoncelo em Havana, no Instituto Superior de Arte. Em 2000, muda-se para São Paulo. Três anos depois,forma o Mani Padme Trio com o baterista Ricardo Mosca e o baixista Du Moreira, e grava seu primeiro CD “Um Dia de Chuva". O segundo CD do Mani Padme Trio, “Depois” foi lançado em 2007, com o baixista Zeca Assumpção e tendo no sax e flauta Teco Cardoso. No ano de 2006, Yaniel cria o grupo “Cuba Jazz Plus”, quinteto de jazz contemporâneo formado por jazzistas cubanos. Em seu mais recente CD, “En Movimiento”, Yaniel se apresenta com um sexteto. Esse trabalho foi indicado na categoria Jazz no Festival Cuba Disco e realça a irmandade sonora que ele cria entre Cuba e Brasil. Yaniel já tocou e gravou com Carlinhos Brown, Célia Cruz, Kiko Loureiro, Angra, Timbalada, Heartbreak, Jane Brunnett, Los Jubilados, Antonio Pinto, Bid, Max de Castro e Rosário Flores. Produziu CDs de vários artistas, entre eles “Poesia à toa”, de Beth Amin. É professor de Piano popular na Faculdade Cantareira.

 


Felipe de Souza (violinos)
Bacharel pelo Berklee College of Music, EUA e Mestre em Artes pela Aaron Copland School of Music, EUA. Em São Paulo, formou-se pelo Instituto de Áudio e Vídeo (IAV) como técnico de áudio. Atuou como violinista ao lado de artistas como Stéphane Grappelli, Caetano Veloso, Bebo Valdés, Chucho Valdés, Dori Caymi, Terence Blanchard, Mark O´Connor, Jerry Goldsmith, Carlinhos Brown, André Juarez, Bob Moses, Cheickh Lô, Beth Amin, Peu Meurray, David Sanchez, Tiago Pinheiro, Jack Elliot, Alex Acuña, Mônica Vasconcelos, Tamima Brasil, Christian McBride, Marcos Suzano. Trabalhou com produção musical na Germ Music NY. Em Nova York, realizou a direção musical do espetáculo "Valsa nº 6”, de Nelson Rodrigues. Atuou como violinista em várias produções como "Ópera das Pedras" de Denise Milan e "Onqotô" do Grupo Corpo com Caetano Veloso e José Miguel Wisnik. Direção musical e participação como violinista no show "Candombless" de Carlinhos Brown. Diretor musical e violinista do grupo Hip Hop Roots. Fundador e diretor do projeto "Violino Percussivo”. Educador, arranjador, compositor e produtor. Atualmente trabalha na equipe da produtora Input Arte Sonora, em São Paulo.

Sidiel Vieira (contra-baixo acústico)
Aos 13 anos começou seus estudos musicais na Escola Municipal de Música cursando contrabaixo acústico com o professor húngaro Sandor Molnar. Também Cursou Contrabaixo Elétrico na Fundação das Artes de S.C. do Sul. Logo em seguida, cursou na Universidade Livre de Música contrabaixo elétrico com o professor Itamar Collaço, onde também cursou Regência com os maestros Luis Fernando Marchetti e Roberto Farias. Já foi membro da Orquestra Jovem Tom Jobim onde acompanhou Jhonny Alf, Filó Machado, Jane Duboc, Theo de Barros, Dominguinhos, e também na Banda Jazz Sinfônica de Diadema que recebeu convidados como Nailor Proveta, Bocato, Fabiana Cozza e Vinicius Dorin. Atualmente faz parte do quarteto Sinequanon, da banda instrumental de Ed Motta, do trio Mani Padme formado pelo pianista cubano Yaniel Matos e o baterista Ricardo Mosca. Também toca no Blue Seven, septeto liderado pelo saxofonista americano Ohad Talmor.

Deni Domenico (violão e cavaco)
Compositor, cantor, instrumentista e arranjador. Em 2008, se formou em Educação Musical pela Universidade Estadual Paulista (UNESP). Lançou, em 2012, seu primeiro disco autoral, "Consoante". Tem também canções gravadas por Beatriz Azevedo, Paula Souto e Tino de Lucca. Venceu o Festival “Interunesp” de MPB de Ilha Solteira em 2005 e 2006, além de ser premiado como melhor intérprete em 2008. Assinou arranjos e produção de discos como “O último disco da terra”, da banda Língua de Trapo (indicação Grammy Latino 2017), o disco “Eterno retorno”, de Guca Domenico, "Leve", de Paula Souto, "Inequação", de Tino de Lucca, "Chico no Choro", do grupo Choro Moço, "Sem Descanso", de André Mastro. Possui vasta experiência como violonista e cavaquista, tendo já acompanhado dezenas de artistas e grupos. Realizou turnês pela Europa (2012 a 2016), uma pelos EUA (2014) e duas pela Argentina (2013 e 2014). Foram mais de 14 países onde realizou, além dos concertos, workshops sobre o Choro e sua história no Conservatório de Chatou (Paris/FR), UDK (Berlim/ALE) e a Escola de Choro de Roterdã (HOL). Atua como diretor do Clube do Choro de São Paulo.

 


Brincante Musical | Beth Amin
Data do evento: 10/5/19
Horário do evento: 22h
Duração: 90min
Classificação etária: livre
Ingressos: R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia)



Ingressos aqui

Acesso para deficientes. Ar condicionado. Lotação: 90 lugares.
Telefone para informações: (11) 3816-0575

 

VEJA PROGRAMAÇÃO COMPLETA

 



TAGS: Eventos
ENVIE PARA AMIGO