HOME O BRINCANTE PÚBLICOS CURSOS CONTRATE O BRINCANTE CEDOC EVENTOS NOTÍCIAS CLIPPINGS EQUIPE

OFICINA ENGENHÓTICAS COM ADELSON MURTA (ADELSIN)

Instituto Brincante / 21.09.2017


Uma robótica com alma e alegria brasileira!

A Oficina de Engenhótica é dirigida a pessoas que queiram brincar bastante com o tema e partilhá-lo posteriormente com filhos, amigos e alunos. Na oficina iremos ver imagens de engenhocas populares, identificar os seus princípios (simplicidade, inventividade, estética e aproveitamento de materiais) e os seus mecanismos de funcionamento. Iremos, então, inventar as nossas engenhocas. Vamos trabalhar temas como as fontes de energia e seus impactos no ambiente. Começaremos pela gravidade, seguiremos pela manivela, passando ao vento, ao calor e, só então, chegaremos à eletricidade. Somente quando esse universo mecaniculturalmentencantado tiver sido incorporado é que pincelaremos a eletrônica. Todo o processo será feito em clima de alegria e brincadeiras. Os objetos construídos deverão ter a graça e a expressividade das referências da cultura popular: cor, movi- mento, fantasia e alegria. E deverão cumprir o desafio principal que é a capacidade de transformar materiais cotidianos em personagens ‘vivos’: nossas engenhóticas encantadas. Os participantes experimentarão o trabalho coletivo, a busca partilhada por soluções e a leveza de fazer pela alegria. Experimentarão, na prática, conceitos de física, matemá- tica, música e artes visuais. Tudo isso num contínuo movimento de brincar!

 

Conteúdo:

 

A gravidade

· Pêndulos com formas humanas e de animais. O ponto de equilíbrio e a gravidade como desafio.

 

A manivela

· Rodas, eixos, polias, engrenagens e virabrequins.

· Criaturas articuladas movidas por sistema acionado por manivela.

 

O vento

· Cata ventos que movem bonecos e animais articulados, aviões.

· Apitos e mensageiros.

· Pipas.

 

A hidráulica

· Roda d’água, monjolos e braços mecânicos.

· Bombeamento e geração de energia elétrica.

 

O calor

· O calor e o vapor como energia.

· A energia solar.

 

A eletricidade

· A eletricidade elementar.

· Motorzinhos à pilha recarregável. Interação com as engenhocas.

· Acelerador (potenciômetros)

 

A eletrônica

· A eletrônica como possibilidade de controle remoto. Interação com circuitos e motores elétricos.

 

Material básico incluído.

 

Cada participante deverá levar:

  • 1 tesoura
  • 1 alicate de bico
  • 1 caixa de papelão
  • 1 garrafa PET 2 litros  
  • 2 garrafas plásticas pequenas iguais
  • 1 motorzinho a pilha (que ainda funcione) aproveitado de qualquer aparelho  
  • Pilhas recarregáveis para o seu motor.

 

Dias: 13, 14 e 15 de Outubro

Horários: 13, sexta, das 19h às 22h, dia 14, sábado, das 9h às 17h, com intervalo de 2h, e dia 15, domingo das 13h30 às 16h30

Público: Interessados em geral acima de 16 anos

Valor: R$ 300 ou em 2 parcelas de R$ 175

Local: Instituto Brincante

Rua Purpurina, 412 | Vila Madalena 

 

 

CURRÍCULO DO MINISTRANTE

Adelsin é brincante e integrante da Casa das 5 Pedrinhas. Com formação em artes plásticas, trabalha há mais de trinta anos com pesquisa, documentação e irradiação da cultura das crianças. Adelsin realiza “oficinas de brinquedos” para crianças, jovens e adultos em todo o Brasil e presta consultoria para instituições públicas e privadas e organizações não governamentais que trabalham com a criança, a cultura, a educação e o meio ambiente. Na década de 80, Adelsin construiu um realejo e treinou a maritaca Julinha para tirar a sorte. Durante o ano de 1884, os dois passavam as tardes de sábado na praça da Liberdade em Belo Horizonte. Adelsin ajudou a conceber e a implantar mais de 30 centros de cultura infantil no Vale do Jequitinhonha e nas regiões metropolitanas de Belo Horizonte (MG) e Maceió (AL). Na década de 90, Adelsin construiu diversos presépios articulados, movidos por manivela com crianças de projetos sociais em Belo Horizonte. Juntamente com a equipe da Casa das 5 Pedrinhas realizou exposições sobre a cultura das crianças em Salvador, Belo Horizonte, São Paulo e em Kassel e Nuremberg, na Alemanha. Adelsin mora, há nove anos, na região de Diamantina (MG), onde mantém um “quintal laboratório vivo” com crianças. Em Jenipapo de Minas, no médio Jequitinhonha, desenvolve há três anos trabalhos culturais com grupos de jovens e crianças de comunidades rurais, tendo como destaque o Presépio do Pipiripapo: um presépio que representa cenas das comunidades movido por manivela e construído pelos meninos de Jenipapo. Adelsin escreveu e ilustrou os livros Barangandão Arco Íris (Lapa -1997; Peirópolis -2008); Guisadinho (Fundação Nestlé Brasil - 2007); Coleção Cuidar Bem (Peirópolis - 2011) e Barangandão Natureza, Barangandão Barulhinho e Histórias da Menina da Rua da Ponte (Zerinho ou Um – 2013, 2014 e 2016).    

 

Confira AQUI a programação completa da Semana Dedicada à Cultura da Infância.  



TAGS: Cursos
ENVIE PARA AMIGO